ATIVIDADES ECONÔMICAS – Setor Terciário.

Atualizado: 12 de Out de 2019


INTRODUÇÃO:

Até o final da década de 1980 o SETOR TERCIÁRIO era examinado somente como uma área adicional, com atividades complementares aos demais setores da economia. Também é conhecido como SETOR DE SERVIÇOS, considerando produtos não tangíveis em que pessoas ou empresas atuam na prestação de serviços aos consumidores, a terceiros e a outras empresas para satisfazer determinadas necessidades.

CARACTERÍSTICAS DO SETOR TERCIÁRIO:

A maior parte do movimento do setor tem sua atenção voltada para PESSOAS interagindo diretamente com o consumidor final em serviços e no comércio.

Componentes: transporte, comércio, educação, turismo, saúde, seguros, segurança, consultoria, informática, telecomunicações, serviços públicos, serviços de limpeza, alimentação, serviços bancários, serviços contábeis e administrativos etc.

O SETOR TERCIÁRIO também possui a capacidade, em alguns casos, de transformar matérias primas: o material de construção pode se transformar numa edificação e um restaurante transforma produtos primários em refeições.


Os serviços públicos podem ser enquadrados no SETOR TERCIÁRIO atuando nos serviços básicos como saúde e coleta de lixo, educação, limpeza pública.


Os serviços públicos também podem ser enquadrados como parte do SETOR SECUNDÁRIO na construção pontes, portos, rodovias, infraestrutura etc.

Desde a Antiguidade, as práticas deste setor já eram usuais e perderam parte de sua intensidade conforme REVOLUÇÃO INDUSTRIAL foi se ampliando, a partir do Século XIX. Porém, nem por isso perdeu a importância e se tornou mais diversificado e complexo. No fim do Século XX cresceu em função de alguns fatores da economia:

● O mercado de trabalho formal não apresentava mais condições de absorver o contingente de mão de obra em disponibilidade.

● O crescimento do Empreendedorismo a partir da metade da década de 1970.

● O SETOR TERCIÁRIO, em geral, passou a apresentar oportunidades de negócio sem a necessidade de grandes investimentos em ativos.

● Além disso, o SETOR TERCIÁRIO, de modo geral, não exige tecnologia sofisticada e nem mão de obra altamente qualificada.

AS DIVISÕES DO SETOR TERCIÁRIO:

Quando se analisa o setor de serviços, a maior dificuldade é estabelecer uma avaliação satisfatória. Eles não são concretos e nem contáveis como os produtos. São muito variáveis e para os usuários (os consumidores) se torna difícil ter a medida exata do valor que está sendo pago. Para uma análise mais correta o SETOR TERCIÁRIO pode dividido em:

O SETOR TERCIÁRIO SUPERIOR:

Em função do desenvolvimento da tecnologia de algumas áreas, os serviços podem ser agrupados em empresas de grande porte, que atuam em diversos ramos com grande produtividade e alto valor agregado. Abrange transporte aéreo, engenharia e projetos, redes de farmácias, logística, armazenagem, grande varejo etc. Tais atividades, demandam uma qualidade maior e trabalho mais intensivo do seu CAPITAL HUMANO.

O SETOR TERCIÁRIO INFERIOR:

Há o predomínio de atividades informais, micro empresas, autônomos, trabalho informal e trabalho esporádico onde a produtividade e os ganhos são muito baixos.

O TERCIÁRIO INFERIOR cresce na proporção do agravamento do quadro de economia recessiva, com altas taxas de desemprego e grande oferta de mão de obra.


Estes problemas que causam este aumento de no setor é denominado pelos estudiosos como sendo uma HIPERTROFIA DO TERCIÁRIO INFERIOR (HIPERTROFIA: quando há o crescimento excessivo de um órgão).


O MARKETING E O SETOR TERCIÁRIO:

Os serviços podem ser agregados aos produtos e se tornarem um diferencial competitivo em relação aos concorrentes: uma empresa vende equipamentos (o produto) e oferece a manutenção gratuita ou treinamento (os serviços). O MARKETING utiliza estas vantagens a mais e o pós-vendas para dar valor agregado.


No comércio a diferenciação no atendimento, a atenção e serviços adicionais apresentam grandes possibilidades sobre a decisão e escolha do consumidor: a loja vende o móvel, faz a entrega e a montagem (serviços que agregam comodidade – detalhes favoráveis à fidelização) satisfazendo o cliente.


A IMPORTÂNCIA CRESCENTE DO SETOR TERCIÁRIO:

Apesar da segunda década do Século XXI apresentar um cenário desfavorável e de desaceleração econômica, o SETOR TERCIÁRIO vem mostrando sua força na evolução do PIB do Brasil. Sua importância é muito grande para o crescimento das atividades empresariais, para o Empreendedorismo e para absorver o contingente de mão de obra disponível, que não encontra oportunidades de colocação no mercado de trabalho formal.

De acordo com dados apontados pelo IBGE, em 2016 o setor de serviços foi responsável por 76% do Produto Interno Bruto.

Em países como os EUA pode-se verificar a mesma tendência de crescimento no processo de geração de empregos.


Em 2.016, 86% dos empregos nos EUA estavam nas atividades de serviços e 14% nas atividades industriais em comparação com o fim da década de 50, quando 60% dos postos de trabalho estavam nas atividades industriais. Este percentual foi entrando em declínio e em 2002 chegou a 16%.

10 visualizações
  • Google+ Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
ENTRE EM CONTATO
  • Grey Google+ Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey Facebook Icon