A ORIGEM DO EMPREENDEDORISMO


INTRODUÇÃO:

A palavra vem do latim IMPRENDERE que significa “decidir, realizar tarefa difícil e laboriosa” (Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa – 2001), “colocar em execução” (Dicionário Aurélio – 1975) ou “prender nas mãos, assumir, fazer”.


EMPREENDEDOR: no idioma francês, durante a Idade Média, a palavra significava “Aquele que incentivava brigas” (DOLABELA 1999, p. 47) e posteriormente derivou para o inglês ENTREPRENEURSHIP.

A ORIGEM DO EMPREENDEDORISMO:

Se fizermos uma análise mais apurada podemos, com toda a certeza, afirmar que o HOMEM é um EMPREENDEDOR desde sua evolução como espécie e na formação da CIVILIZAÇÃO. Caso contrário, estaríamos vagando pela savana africana ou, no máximo, pintando mamutes no interior de uma caverna.


Vários fatores podem ter sido determinantes para a jornada do ser humano como EMPREENDEDOR ao sair da África e se espalhar pelo mundo:

Ele foi movido pela necessidade da sobrevivência?

Ele foi movido pela curiosidade?

Havia mais alternativas ou o HOMEM assumiu os RISCOS?


O EMPREENDEDORISMO conduziu a raça humana para a criação da agricultura, artesanato, domesticação de animais, formação das cidades, atividades comerciais, guerras, impérios da Antiguidade, Cruzadas, Grandes Navegações, colonização, industrialização... etc.


A forma como a maioria dos estudiosos estabelece como sendo o início do que se entende por EMPREENDEDORISMO remonta ao Século XVIII. Em 1725 o termo “EMPREENDEDOR” foi usado pela primeira vez por RICHARD CANTILLON (1680 –1734) um economista irlandês de ascendência francesa.


CANTILLON usou o termo ENTREPRENEURSHIP (EMPREENDEDORISMO) para designar o indivíduo ENTREPRENEUR (o EMPREENDEDOR) que se organiza e assume o RISCO de uma empresa. Um indivíduo que adquire matéria prima com os seus próprios recursos para ser processada e revendida por um determinado valor para obter LUCRO.


O seu pensamento via o EMPREENDEDORISMO como uma atividade intensa e o EMPREENDEDOR com um papel fundamental na economia. Considerou o papel crítico do EMPREENDEDORISMO na atividade econômica de acordo com a ideia de que o RISCO é a especialidade do EMPREENDEDOR.


O EMPREENDEDOR E O CAPITALISTA:

A ideia de CANTILLON diferencia um EMPREENDEDOR de um CAPITALISTA. O EMPREENDEDOR é um elemento que trabalha de maneira independente atuando com meios próprios sem a interferência de terceiros e o CAPITALISTA fornece o CAPITAL.


O EMPREENDEDORISMO NAS ÁREAS DO CONHECIMENTO:

A ideia atual sobre a figura do EMPREENDEDOR entende como sendo aquele que cria uma organização em áreas inéditas, setores inovadores ou transforma ideias já existentes. Usa habilidades para criar e produzir colaborando na geração de emprego e distribuição de renda com negócios que sejam lucrativos para o desenvolvimento econômico .


A prática EMPREENDEDORA chama a atenção ao ser analisada por pesquisadores de diversas áreas do conhecimento. Por ter uma estreita relação com o contexto sócio econômico e político, cada área dentro do ponto de vista, pesquisa o EMPREENDEDORISMO em perspectivas bem diferentes.


Esta forma diversa se deve à grande importância do EMPREENDEDORISMO na produção de valores econômicos, sociais e individuais. Este processo criativo e ousado envolve dedicação de tempo, esforço, riscos financeiros, riscos psicológicos, riscos sociais e satisfação pessoal.

OS ECONOMISTAS:

Desenvolvimento Inovação

Comércio Circulação de Bens

Capitais e Investimentos

Geração de Emprego

Distribuição de Renda

Sustentabilidade Prestação de serviços


COMPORTAMENTALISTAS/SOCIÓLOGOS:

Satisfação Pessoal Satisfação Econômica

Independência Amadurecimento

Frustrações Motivação

Estímulos Criatividade

Intuição e Percepção Evolução Intelectual

Relacionamentos Satisfação de Necessidades Sociais

Autoestima Necessidades de Auto realização


ADMINISTRADORES:

Competência Organização Competências

Criatividade Técnicas Uso de Recursos

Durante a Revolução Industrial o trabalho dos EMPREENDEDORES também incluíam a organização e o controle dos seus negócios a ponto de confundir suas atividades como um trabalho de administradores para gerenciar o empreendimento.

CONCEITOS SOBRE EMPREENDEDORISMO:

Toda e qualquer abordagem sobre EMPREENDEDOR e EMPREENDEDORISMO sempre teve como o primeiro grande obstáculo encontrar uma definição satisfatória para o assunto.

Por ser um campo da ciência ainda em fase de formação o EMPREENDEDORISMO é complexo, definido de formas diferentes dependendo da visão de cada estudioso do assunto. Não existe um consenso comum e delimitado. É o que dá margem a muitas contestações.


No presente há um interesse generalizado sobre o assunto e o tema evoluiu fazendo do EMPREENDEDORISMO um foco de várias discussões. E, mesmo assim, ainda não há uma definição precisa que seja aceita por todos.

Então, buscar a definição correta sobre EMPREENDEDORISMO e EMPREENDEDOR é como sair em busca de uma agulha no palheiro.


Porém, durante muito tempo estes termos foram vinculados a oportunismo, especulação, indivíduo explorador, aventureiro, mercador e etc.

Mas, a partir do fim do Século XX com as fortes mudanças na economia e no mercado trabalho o conceito mudou.

Hoje o foco do EMPREENDEDORISMO e do EMPREENDEDOR é para os negócios, OPORTUNIDADES e atividades econômicas. A literatura sobre o assunto apresenta inúmeros definições e conceitos:


1 – O EMPREENDEDORISMO é o estudo voltado para o desenvolvimento de competências e habilidades para a criação de um projeto (técnico, científico, empresarial). O EMPREENDEDOR tem por características básicas a criatividade, a capacidade de organização e de planejamento com responsabilidade e capacidade de liderar pessoas.


2 – O EMPREENDEDORISMO é o principal fator de desenvolvimento econômico e social de um país. O papel do EMPREENDEDOR é identificar oportunidades de mercado e buscar recursos e meios para transformá-las em lucro.


3 – O EMPREENDEDORISMO resolve problemas ou uma situação complicada que são as raízes do EMPREENDEDORISMO. O termo é muito usado no âmbito empresarial e frequentemente está associado na criação de empresas ou produtos novos. EMPREENDER é identificar OPORTUNIDADES e transformá-las em lucro.


4 – O EMPREENDEDORISMO é a criação de novos produtos, métodos de produção, a exploração de novos mercados, formas de organização. É assim que a riqueza é gerada através da figura do EMPREENDEDOR para gerar lucro e valor para o cliente.


Alguns exemplos de EMPREENDEDORISMO são muito interessantes. Porém, devem ser analisados com cuidado por que não se trata de receitas mágicas com 100% de probabilidade de sucesso:


– O indivíduo com determinadas habilidades e competência para CRIAR e gerenciar seu negócio com resultados positivos. Características: liderança, criatividade, responsabilidade, identificação com o ramo de negócio, visão voltada para o futuro, persistência (não desiste ao encontrar qualquer obstáculo – diferente de ser teimoso), coragem para assumir RISCOS, facilidade de expressão, etc.


Exemplo: o dono de uma oficina mecânica, bem administrada, começa a ter lucro. Assume o RISCO e abre uma filial em outra cidade, e outra e mais outra. Consegue manter a motivação e contagia as pessoas à sua volta.


Faz cursos técnicos e melhora o seu negócio: se especializa em limpeza de Bombas Injetoras para motores a Diesel, borracharia, alinhamento e balanceamento, eletricidade de auto e injeção eletrônica. Descentraliza tarefas, delega funções, aprimora o atendimento e relacionamento, fideliza clientes (pessoas físicas e jurídicas). E a oficina se transforma num CENTRO AUTOMOTIVO com várias filiais, gera postos de trabalho e distribui renda.


– O indivíduo com determinadas habilidades e competências, num processo de EMPREENDEDORISMO, tem CRIATIVIDADE para ter novas IDEIAS (ou aproveita IDEIAS já existentes) que são transformadas em OPORTUNIDADES de negócios. Assume os RISCOS do negócio.


– O indivíduo que tem CRIATIVIDADE e é capacitado para gerenciar negócios. É inovador, competente, responsável e tem diversas habilidades. É um bom OBSERVADOR que percebe o AMBIENTE, as demandas e as TENDÊNCIAS. Vê OPORTUNIDADES onde a maioria não vê nada de importante. Cria e desenvolve assumindo os RISCOS do negócio.


– O indivíduo arrojado que se aventura a realizar coisas difíceis, fora do comum e quebra PARADIGMAS assumindo os RISCOS do negócio.


– Pessoa que não tem necessariamente habilidades, mas cria ou inova um produto ou serviço agregando valor ou criando DIFERENCIAIS. Transforma a IDEIA em OPORTUNIDADE de negócio assumindo os RISCOS.


– O indivíduo com o perfil que uma pessoa comum. Mas, por uma razão especial e sem explicação desperta seu talento EMPREENDEDOR sem formação profissional ou estudos específicos. Aceita os desafios e assume os RISCOS do negócio.


EMPREENDEDORISMO: “decidir, realizar tarefa difícil e laboriosa” (Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa – 2001).


Se nós formos analisar e verificar tudo o que está disponível sobre as definições de EMPREENDEDORISMO não vamos chegar a lugar nenhum. Do ponto de vista acadêmico o campo de estudo e as pesquisas são muito recentes com abordagens analisando empresas pequenas, as iniciativas individuais e o seu peso na economia.


O primeiro curso sobre o tema foi ministrado nos Estados Unidos, em HARVARD logo após o fim da II Guerra Mundial (1947). Na época o ensino do EMPREENDEDORISMO teve por objetivo auxiliar os ex-militares a encontrar alternativas no mercado trabalho ou oportunidades para a vida no pós-guerra.

Sugestão de Leitura.

HISRICH, ROBERT D., PETERS, MICHAEL P. Empreendedorismo. 5 ed. Porto Alegre: Bookman, 2004.


FARAH, OSVALDO E., CAVALCANTI, M., MARCONDES, P. L. Empreendedorismo estratégico: criação e gestão de pequenas empresas. São Paulo: Cengage Learning, 2008.


DOLABELA, F. Oficina do empreendedor. Rio de Janeiro: Cultura, 1999.


BERNARDI, LUIZ A. Manual de Empreendimento e Gestão. 1 ed. São Paulo: Atlas, 2003.

DORNELAS, JOSÉ C. A. Empreendedorismo: transformando ideias em negócios. Rio de Janeiro: Campus, 2003.

6 visualizações
  • Google+ Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
ENTRE EM CONTATO
  • Grey Google+ Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey Facebook Icon