1 – PERFIL DO EMPREENDEDOR


INTRODUÇÃO:

Atualmente há algumas pesquisas sobre qual é o PERFIL do EMPREENDEDOR brasileiro e apresentam informações muito reveladoras e interessantes.


Pesquisa GEM 2017 (GEM – GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR) produzida pela equipe do IBQP (Instituto Brasileiro Qualidade e Produtividade) com o apoio do SEBRAE e a pesquisa do CONAJE (Confederação Nacional de Jovens Empreendedores) em parceria com o SICREDI em 2018.

1 – GEM 2017

A pesquisa GEM 2017 mostra que 36,4% entre cada 100 brasileiros entre 18 – 64 anos (135.400.000 habitantes – Fonte: IBGE 2017) estão em alguma atividade relacionada ao EMPREENDEDORISMO na criação ou aperfeiçoamento de um novo negócio ou mantendo um negócio já estabelecido (59,4% por OPORTUNIDADE e 39,9% por NECESSIDADE).

A pesquisa GEM divide em dois grupos:


1.1 – EMPREENDEDORES INICIAIS:

Este grupo é separado em EMPREENDEDORES NASCENTES (em fase de estruturação, proprietários de um novo negócio que ainda não pagou salários, pró-labores ou outra forma de remuneração aos proprietários por mais de três meses) e EMPREENDEDORES NOVOS que administram e são donos de um novo empreendimento que já remunerou de alguma forma os seus proprietários por um período maior que três meses e inferior a 42 meses.


Dentre os EMPREENDEDORES INICIAIS a FAIXA ETÁRIA entre 18 – 24 anos tem 20,3% e a faixa de 25 – 34 anos apresenta 30,5% totalizando 50,8% (25 – 34 anos são os mais ativos na criação de novos negócios). As demais faixas etárias: 25 – 34 anos 19,2%, 35 – 44 anos 15,1% e 55 – 64 anos 10,3%.


1.2 – EMPREENDEDORES ESTABELECIDOS:

Considera os EMPREENDEDORES que administram e são proprietários de negócios já consolidados por haver dado aos seus proprietários algum tipo de remuneração, sob a forma de salário, pró-labore ou outra, por um período superior a 42 meses. Dentre os EMPREENDEDORES ESTABELECIDOS a FAIXA ETÁRIA entre 18 – 24 anos tem 3,3% e a faixa de 25 – 34 anos apresenta 12,5%, 25 – 34 anos 20,6%, 35 – 44 anos 25,9% e 55 – 64 anos 22,2%.


“O jovem brasileiro já entendeu que para ter trabalho a melhor alternativa é criar o próprio emprego, é empreender, inovar e gerar novas vagas. E eles não empreendem por necessidade, estão de olho nas oportunidades do mercado, estão atendendo demandas sociais e movimentando a economia. Aliás, este resultado é um reflexo também do início da recuperação da nossa economia”.

GUILHERME AFIF DOMINGOS, presidente do SEBRAE.

2 – CONAJE 2018:

2.1 – FAIXA ETÁRIA: a pesquisa apontou que entre os 5.792 entrevistados prevalece a faixa etária entre 26 a 35 anos com 52,2% e a faixa etária entre 18 a 20 anos perfaz 3,2%.


A maior parcela dos Jovens Empreendedores ainda é do sexo masculino com 70% em 2013 e 64% em 2018 mostrando o aumento da participação feminina.



2.2 – ESCOLARIDADE: os jovens vêm buscando o Ensino Superior completo (73%) para ter uma condição mais favorável para ingressar no EMPREENDEDORISMO e há fortes indícios que eles esperam terminar a faculdade para começar a empreender. O que reforça o fato de que a Escolaridade é relevante para se tornar EMPREENDEDOR não importando a idade (há controvérsias a respeito).




4 visualizações
  • Google+ Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
ENTRE EM CONTATO
  • Grey Google+ Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey Facebook Icon